quinta-feira, 10 de julho de 2008

Madeira


2 comentários:

Fernanda disse...

Esta fotografia está lindissima....LOL
Lembrei-me deste poema da Sofia de Mello Breyner:

" As ondas quebravam uma a uma
Eu estava só com areia e com a espuma
Do mar que cantava só para mim"

Verónica disse...

Se por breves instantes te faço pensar na grande senhora da literatura portuguesa ,algum mérito ,ainda que recôndito, devo possuir!
É muita bondade tua!
Sophia de Mello foi uma grande referência para mim, marcou a minha infância e adolescência.