quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Libertação ansiosa


11 comentários:

Fernanda disse...

Impressionante...
Sabes o que me parece???...Parece-me Cristo na cruz...será???
Impressionante...

Tens olho fotográfico,...já te tinha dito...
As imagens que captas, são muito intensas,...porque nos fazem ir até outros lugares,... distantes e imaginários...e ver imagens que mais parecem a realidade em tons de surreal.

Parabéns.
Está um poema.

Verónica disse...

Os teus comentários também são intensos, inteligentes e muito oportunos! Parabéns !
Cada comentário teu é uma verdadeira surpresa!
vale a pena lê-los

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Verónica, fotografia espectacular...
Beijos

Verónica disse...

Em relação à tua questão? Será Cristo? Se é, parece que está mesmo a libertar-se do Homem.Deve estar saturado de sofrer!Todos os dias andamos a espetá-lo com mais pregos! Misérias,fomes,guerras e por aí fora.Nem o próprio Cristo resiste a isto!
Ninguém merece agonizar tanto!

Fernanda disse...

É como no Amor...
Ninguém merece passar sem ele.

Ás vezes pergunto,...se valeu a pena.... Cristo morrer na Cruz, por Amor ao Homens??!!...

Será que sabemos dar valor, ao principal sentido da vida???...
Será que vale a pena, esquecermo-nos,...do Amor,...da única coisa que nos preenche e nos faz seres mais dignos, perante nós e perante os outros???...

Era bom que todos pensassemos nisto.

Verónica disse...

Só um Pai preocupado com os filhos morre por Amor .
Se os filhos dão o devido valor ,isso é com eles.Ele só agiu de acordo com o seu coração! Tal como os dedos da nossa mão não são todos iguais ,assim, todos os filhos de Deus também não!
Mas ainda acontecem verdadeiros Milagres por cá,é nesses que Pai e Filho encontram morada.

Verónica disse...

Olá chana, se o profissional afirma ,eu acredito! lol
Beijos

João Videira Santos disse...

O que a natureza "faz" e o que ela nos reserva...

Verónica disse...

Olá João, a natureza paga uma factura muito elevada e pesada pelos actos do Homem!

O2 disse...

a libertação, ou a necessidade de libertação carrega sempre uma forma de ansiedade...

Pedrasnuas disse...

Penso que a minha libertação foi carregada de ansiedade!