sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Deitada ao relento


10 comentários:

Smile disse...

Deitada talvez pelo cansaço da vida ou pela negligência do Homem. arvore que antes cheia de vida agora abandonada ao relento e sem existência.
Adoro fotos a preto e branco.
Beijinhos voadores

Verónica disse...

Não sei ao certo. Seja pelo cansaço da vida ou pela negligência do Homem é triste acabar ao relento,sozinha.
beijinho voador

Fernanda disse...

As fotografias a preto e branco,...têm sempre uma intensidade e uma mensagem mais profunda.
Esta, não foge à regra.
A morte, o abandono, a solidão, o frio,...a tristeza do fim...
Mas, é o ciclo da vida...e as árvores,...apesar de morrerem de pé,...acabam sempre por cair...tal como os Homens.

Gostei

Verónica disse...

Mais uma vez tens razão.Também elas acabam por cair tal como nós .Mas resistem muito mais.
Por cairmos mais cedo devíamos reflectir profundamente sobre o verdadeiro sentido da nossa vida.

Uma estrela errante disse...

Olá,

Há tantas vidas ao relento...como esta árvore que vai secando sem alimento...

beijinho

Isa

Verónica disse...

Infelizmente há muitas vidas ao relento!
Muita gente mendiga pelas ruas errantes de uma vida vazia de pão.
beijinho estrela

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Verónica, bela fotografia da Natureza...A morte...O desamparo...Ao relento...Espectacular...
Um abraço

Verónica disse...

obrigada chana.Tu continuas a dar cartas.

Parapeito disse...

esta foto vem contrariar a expressão...as arvores morrem de pé

****

Verónica disse...

lol ,algumas morrem de pé outras deitadas...vencidas pelo cansaço,decapitação,intempéries,
fogo...
Parece que sou do contra mas não é parapeito! lol