sábado, 13 de dezembro de 2008

Ansiedade

22 comentários:

Fernanda disse...

Em miúda gostava de pisar as folhas secas caídas no chão,...gostava de ouvir o barulho que elas faziam,...agora já não as piso, olho-as e lembro-me desse tempo...:))

Talvez por isso, traga dos sitios por onde viajo uma folha, sempre que as encontro, assim,... bonitas, como estas que fotgrafaste.

A fotografia está linda.

Verónica disse...

Eu também esmagava as folhas com os pés,saltitava nas poças de água e sobretudo meditava nos mistérios da vida! lol . Pensava mais do que brincava...devia ter sido exctamente o inverso!lol

Obrigada

Smile disse...

O que eu adoro o Outono… o aroma… o cair da folha... as folhas secas…
Guarda-las entre as folhas dos livros…
Recordações… recordações… inesquecíveis…
Amei esta foto.
Bjs vizinhais

Verónica disse...

Eu gostei muito do teu comentário smile!
Tinha esquecido os aromas! E são tão importantes!
Beijos distantes...lol

Eu sei que vou te amar disse...

Ansiedade de perder-me nas cores do Outono e pegar nas aguarelas e inventar um sonho!
Bela imagem, as cores dao um toque especial a nossa fantasia!
Beijinhos

tossan disse...

Verónica, como pode umas folhas velhas jogadas pelo vento e secas pelo sol servirem de modelos para foto tão sublime? Beijo

Parapeito disse...

Acho que descobri...porque gosto das tuas fotografias :)Ao ler o nome deste poema lembrei me de um de Manuel da Fonseca que te deixo:
*
Ansiedade

Quero compor um poema
onde fremente
cante a vida
das florestas das águas e dos ventos.

Que o meu canto seja
no meio do temporal
uma chicotada de vento
que estremeça as estrelas
desfaça mitos
e rasgue nevoeiros — escancarando sóis!

Manuel da Fonseca, in "Poemas Dispersos"

Menina...as tuas fotografias...sao poesia :))

beijo e uma semana cheia de cores quentes e douradas :)

Verónica disse...

Pois Naela,nas cores do Outono...agarrar as aguarelas ,os guaches,os óleos,os acrílicos, os lápis de cor e compor uma sinfonia de sonhos!
Beijinhos

Verónica disse...

Tossan, antes do destino as trair elas foram filhas das árvores e quando o vento teimoso arranca-as e leva-as para longe, elas continuam como recordações vivas,espalhadas pelo chão sangrando!
Beijinhos

Verónica disse...

Parapeito, belo poema me trouxeste. Eu sou tão pequena ,um pálido reflexo...

"Que o meu canto seja
no meio do temporal
uma chicotada de vento
que estremeça as estrelas
desfaça mitos
e rasgue nevoeiros — escancarando sóis! "

Ainda estou a saborear!

Esta "menina" adorou esse carinho!

Beijinho cheio de sol

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Verónica, bela fotografia de Outono...Espectacular...
Um abraço

Verónica disse...

Obrigada chana!
Um abraço

O mar me encanta completamente... disse...

Linda imagem!!
Grata pelo carinho de sua visita.
Aproveito para lhe desejar um 2009 de paz e luz.

Meu carinho...

Glória

Lili disse...

O mar também me fascina porque vivo rodeada pelos seus braços!
Obrigada.
Volte sempre
Para si Glória um Bom 2009

O2 disse...

È urgente amar... mas para alguns, a falta desse amor, revela uma espécie de capacidade de descobrir todos os pormenores incríveis nos elementos mais insignificantes..., como este amontoado de folhas, que em plena harmonia de cores, nos oferece uma sinfonia perfeita do que é o universo do amor, ou daquelas que vivem o amor, ou falta de amor, ou que procuram um grande amor, ou ainda daqueles que sentem tudo ao mesmo tempo!

Pedrasnuas disse...

02...essas interpretações estão me deixando perplexa! Eu sou um livro de portas abertas?! De par em par?!
E mais não digo...o teu comentário é uma seta que tenta acertar em cheio!!!

O2 disse...

Desculpa, n foi essa a minha intenção, entrar sem pedir licença(...), estava apenas a tentar conhecer-te, de certo modo,claro,..., alias, isto aconteceu pq na realidade tb me identifico um pouco com as fotos, ou sei lá, gosto tb de fotografia, enfim..., no geral gosto de interpretar sentimentos em tudo, seja onde for, gosto de conhecer pessoas, sem nenhuma razão aparente, apenas pelo prazer de as conhecer...

Pedrasnuas disse...

02 não tenho nada contra!!! Óptimo...
Eu é que sou muito transparente!!!ou estou a ficar...não sei
Mas vens sempre que te apetecer.

O2 disse...

Apeteceu-me!

:)

Transparente tu? Bom saber, então já somos duas... e ás vezes a transparencia é tanta que incomoda muita gente, e já sabes, qd um elefante incomoda muita gente... isso é mesmo bom!

Sabes que muitas vezes, as pessoas são tão hipocritas q n interessa se és transparente, elas n acreditam! Julgam-nos iguais a elas e continuam a pensar que n sabem nada, é tudo mentira, uma forma de manipulação com fins lucrativos, ahahah! Santificada manada que nos protege de maiores revoluções!

beijos

Pedrasnuas disse...

Não sei se sou transparente se sou verdadeira.São coisas diferentes

O2 disse...

Pois, tens razão...

simplesmenteeu disse...

A beleza das cores do fim de estação, a lembrar o calor e o sabor dos frutos maduros.
Ali abandonadas e esquecidas,escondem o segredo de uma nova vida. Adubo fértil onde estremece já as cores, os aromas e sabores da Primavera...

Abraço.eterno.laço