quarta-feira, 18 de março de 2009

O fim da linha


14 comentários:

Eu sei que vou te amar disse...

Ultrapassar qualquer obstaculo e sinal que existe sempre uma saida...do outro lado do horizonte ha sempre um novo mundo para descobrir!
Um beijo doce

Pedrasnuas disse...

O que escreveste reporta-me para Sophia de Mello-"Os contos exmplares" mais especificamente
"A viagem"- Um casal que obcecado em encontrar o lugar paradisíaco desperdiça o presente e acabam eles próprios por se desencontrar ,no fim ela sozinha e aterrorizada grita por socorro e mesmo através da escuridão pensa:
"- Do outro lado do abismo está com certeza alguém."

Um beijo doce

em azul disse...

Eu vejo a curva... só não vejo para lá dela!
O efeito surpresa pode ser maravilhoso como a foto.
Beijo

Pedrasnuas disse...

O que fica para lá... é segredo não sei se voo mágico se é voo trágico!!!

Beijo

Eu sei que vou te amar disse...

Hum interessante o conto de Sophia de Mello, adorei saber alias existe muita verdade nesta historia!
Um beijo sem abismo

Pedrasnuas disse...

Hum...um beijo sem abismo...

simplesmenteeu disse...

Solitário, sombrio e assustador...
Como certas fases e momentos.
Final de linha? Abismo? ou recomeço?
Reconfortante... enquanto acreditarmos que "do outro lado do abismo está com certeza alguém"...
ou, simplesmente, o nosso outro eu... esquecido na viagem para outros encontros...

Imagens de que muitos gostariam de fazer textos...

Tarde boa
Beijo

Pedrasnuas disse...

O fim da linha assusta, apavora ...porque ignoramos o que fica do lado de lá. Mas se acreditarmos que há uma continuidade...fruto de uma metamorfose,talvez seja menos penoso a ideia de partir...

Uma noite calma e serena

Beijo

A.S. disse...

A beleza agreste, a solidão do monte, a atracção pelo desconhecido, a sombra enigmática, talvez o vento, o canto dos mochos, a melodia incomparável dos sons dispersos e imprevistos!!!
Isto é não apenas beleza, mas a libertação de sensações únicas!!!


Ternos beijos...

O2 disse...

O fim de qualquer linha, oferece sempre o recomeço de outra, é uma questão de vontade e opção quem sabe... sim, como na imagem, a picada acaba, mas vemos claramente o continuar da montanha, portanto, ainda há mais caminho a percorrer, apenas exige outra atitude, alguma flexibilidade... neste caso, aconselharia umas botas mais confortáveis, muita energia, alguma agua e carradas de perseverança, aquele mato parece denso.

Tu és forte e apesar de não seres pato, já sei que tens asas!

:)

Bjokas

Pedrasnuas disse...

A.S.
Ó Poeta incomparável...mestre das palavras,os teus olhos feiticeiros decifram vidas recheadas de emoções em paisagens aparentemente mudas ...

Ternos beijos

Pedrasnuas disse...

02...talvez não exista fim para quem voa e acredita no sonho

Jocas

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, bela fotografia...Espectacular....
Beijos

Pedrasnuas disse...

Olá Chana...Beijos