sábado, 27 de fevereiro de 2010

O desmoronamento das terras...

12 comentários:

Fernanda disse...

Impossivel domar a Natureza...

Esperemos que tudo acalme, passe e não volte.

Beijo

Olga disse...

Triste, esta natureza está mesmo muito revoltada conosco. Beijinhos. Gostei do teu comentário no meu blogue, percebeste realmente o que eu queria dizer, como as crianças estão atentas a tudo o que se passa à volta delas e nos acordam para a vida e tu tens dois sobrinhos em duas lindas idades, Beijinhos.

Brown Eyes disse...

A força da água é o que ocasiona. Tudo que não seja moderado acaba por fazer sempre desmoronar algo. Beijinhos

Wanderley Elian Lima disse...

O que a natureza pede é apenas respeito.
Beijos

Silenciosamente ouvindo... disse...

É triste o que tem acontecido em
vários sítios sobre "as várias
formas de revolta da Natureza".
Seria bom que o homem parasse
para reflectir e agir mais de
acordo com as várias vertentes
de lidar correctamente com a
Natureza.Mas o homem nunca
aprende, ou não quer aprender
e gosta de ser dominador.
Beijinhos/Irene

Barbara disse...

Moro numa cidade onde o solo parece gelatina e coisas como essa não são raras.
Portanto não pense que sou insensível no comentário, mas às vezes, fico imaginando que a terra tem vontade de ser água, de tão cansada da imobilidade.

Manuela Santos disse...

Olá,
Aparentemente pelo que se vai vendo na televisão, a situação parece ter melhorado. Jardim não deixa de enaltecer o bom povo madeirense!...Há perdas irreparáveis, irrecuperáveis...estamos nas mãos da Natura, tão bela, mas também tão cruel!...
Bjs,
Manuela

JPD disse...

A natureza também convulsiona.

A nossa memória, naturalmente exercida, poderá recuar até cem anos.

Tudo resto e a comparação do padrão de catástrofe e a medição dos efeitos, estando registados, dão-nos, ou poderão ajudar a medir os riscos de atropelar certas regras de funcionamento da natureza.

Essa informação tem chegado para evitar erros; essa informação tem impedido que se repitam erros?

As previsões de intempéries ajudam a prevenir e proteger populações flageladas e bens materiais.
Sim.
Porém, no caso do Katrina, quem se resignou a ficar nos telhados e a morrer foram os que não tiveram meios para fugir.

A manutenção dos diques fora cumprida?

Nem sempre!

Saudações

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, belo registo...Espectacular....
Um abraço

linda lourenco disse...

As minhas desculpas se fiquei ausenta .....
do blog e dos meus Amigos Virtuais é que mesmo por email ou comentário,me pareço que estamos todos tão perto os uns e os outros,que só agora realizei,Que nossa Amiga de Lá, onde aconteceu aquela coisa....
não lhe disse uma palavra de reconforto nesses momentos.Segui as informações e meu desejo é que o governo,investe para umas barragem,afim de impedir as águas,transbordar levar terra e pedras até as próprias casas.Vi nas notícias na internet que 2 avisos foram enviados para Madeira e foram ignoradas...Agora resultado,Foram vidas,e o povo desolado que tem de aturar isso tudo.
A Natureza não se revolta contra Natureza,Nunca...
A Natureza (Humana)Que infelizmente,e dificilmente não liga,as lixeiras que tapa os esgotos, e quem viva ao pé das águas,mar ou outros são os primeiros afectados.
Com boa vontade ,podia se evitar tal tragédia,isso que me revolto,isso que é injusto.Portugal não falta recursos, tecnológia,Para uma vida melhor em toda parte,Qualquer pessoas merecem...
beijos muito grandes minha Amiga,e muito coragem,para seguir em frente a ti ,a todos..
linda.

CR disse...

Olá Pedras.
Por esta e pelas imagens anteriores, deixo-te aqui o meu silêncio.
Um abraço e o desejo de que nunca mais consigas registar momentos como este.

Lilá(s) disse...

É algo assustador! a Natureza está zangada.
Bjs