quarta-feira, 27 de outubro de 2010

The cats IV


- Mas tu consegues enervar...eu sou parvinho? repete outra vez!
- Pai, salva-me das garras deste doido varrido...
- Vocês atam os nós, agora desatem...a minha parte eu já fiz...deixem-me aqui em paz.

5 comentários:

MZ disse...

Esses dois maravilhosos gatos mostaram uma personalidade diferente. Tal como os seres humanos... filhos paridos dos mesmos pais terão sempre personalidades diferentes.

(adorei esta séria brincadeira)

beijinhos

Sheila disse...

Muito bom , minha amiga, apesar dos comentários sérios, pois chega uma fase da vida em que nos tornamos retaguarda e deixamos de ser vanguarda, ainda temos o sentido dos gatos, enxergamos com todas as sete vidas.Lindas fotos sou apaixonada por gatos, eles só ficam com que realmente gostam.

Vanuza Pantaleão disse...

Pedrasnuas, querida, se eu já amava os bichanos, passei a adorá-los ainda mais. Esses diálogos interessantes e reflexivos que colocaste nas boquinhas deles têm tudo a ver com certos momentos da vida...
Teu comentário lá no nosso cantinho...que maravilha de aula de relacionamento humano!
Sabe, um trabalho de postagem tem que ser instigante, é assim que penso, é assim que procuro fazer.
Obrigada por tudo e um sensacional final de semana!!!Bjsss

Ricardo Calmon disse...

Entre gatos teus e meu cachimbo,aspiro e sorvo la vie,amalgamado de chocolate avec cereja,incrustado de teu sentir e poetar..............

Te amo,minina Pessoa!

Viva La Vieeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

Em@ disse...

adoro estes gatos, Pedras.:)))
e a moral da história está *****
beijo no coração