terça-feira, 11 de janeiro de 2011

O mergulho do homem

10 comentários:

JPD disse...

Sempre que viajo de avião, gasto imenso tempo a observar as nuvens.
Conforta-me voar sobre elas.
Bjs, Pedras

Francisco Domingues disse...

A Natureza não deixa de nos surpreender com a sua beleza das mais variadas formas que são o supremo da arte.
Desejo-lhe um óptimo 2011 cheio de sonhos realizados. Queria também deixar um pensamento talvez tolo, talvez interessante:
Acabámos de celebrar o Natal e... sabia que o Natal não existe?
Esqueçamos a crise e falemos do Natal! Então, Boas Festas e... muitas prendas! Mas é curioso! Sabiam que o Natal não existe? Pois: o Natal foi inventado pela Igreja para “cristianizar” as festas pagãs em honra dos deuses solares, Mitra e outros, que se celebravam, por todo o império romano, ao redor do solstício de Inverno, como início do renascimento para uma vida nova, a da Primavera. Teve o seu aparecimento no s. IV, na Igreja Ocidental (25 de Dezembro – calendário gregoriano) e no s. V na Oriental (7 de Janeiro – calendário Juliano). A narrativa do nascimento de Jesus de Mateus, ampliada por Lucas (nada sendo referido nem em Marcos nem em João), uma e outra são puras invenções sem qualquer credibilidade histórica nem qualquer verosimilhança (No inverno, os pastores não dormem ao relento...) Portanto, o Menino Jesus do catecismo não existiu. Muito menos o Deus Menino! E o mundo inteiro festeja algo de inexistente... Dá que pensar, não dá? (Ver mais no meu blog “Em nome da Ciência” cujo acesso é: http://ohomemperdeuosseusmitos.blogspot.com)
Francisco Domingues

Em@ disse...

tem nuvem? então chamam por mim...é por isso que ando semore de nariz no ar eheheh

lindas as tuas nuvens!
beijo no <3

Nilson Barcelli disse...

Gosto de olhar as nuvens.
Nelas, posso ver o que me apetecer...
Beijos, querida amiga.

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela fotografia da Natureza...Excelente.....
Um abraço

JB disse...

E enquanto não há mais dibujos :), vou deliciando-me nas tuas fotografias... :)

Esta fez-me lembrar uma vez que fui à Serra da Estrela ao olhar não para cima para do alto das torres cá para baixo, parecia um manto de algodão a cobrir o espaço vazio entre as montanhas... Nunca me esqueci dessa imagem. Também me apeteceu "mergulhar"... :)

Beijinho

Maria Letra disse...

Vejo que gosta de fazer fotografia com um objetivo particular e que a mim entusiasma. Costumo fazer isso, mas com pedras, rochas, etc.. E quantas figuras descubro nelas, interessantíssimas. Parecem mensagens do 'além'. Mas ficaríamos aqui horas a falar sôbre este tema, Pedrasnuas ....
Um abraço.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Mergulhos assim
nos levam aos mais
extremos lugare do universo,
ou aos mais
íntimos lugares do coração.

Que sempre haja tempo para os sonhos
em tua vida.

Mz disse...

Lindas e perigosas, escondem-se nevoeiros
ventos
água
gelo
trovoadas
tempestades


bjs :)

Amapola disse...

MARAVILHAS!!

Um grande abraço.

Maria Auxiliadora (Amapola)